Comparativo do FideliZii com softwares e aplicativos (apps) de fidelidade

março 20, 2017
FideliZii
Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone
Este post foi escrito especialmente para você que está comparando o FideliZii com outras soluções disponíveis no mercado. Frequentemente somos comparados com softwares e aplicativos de fidelidade, mas temos uma solução diferenciada que traz o melhor dessas 2 ferramentas e acrescentamos também um Tablet FideliZii em sua loja, que é ideal para o varejo físico. Poderíamos fazer um comparativo também com cartões impressos, mas a diferença é tão grande que simplesmente vamos te convidar a ver um outro post que mostra o que Cartão Fidelidade Impresso e um Elefante Branco tem em comum caso você esteja pensando em imprimir cartões.

Mas afinal, por que ter um tablet em minha loja? Que diferença isso fará?

Se você tem uma loja física, a resposta é simples: pode fazer toda a diferença.  Numa média, nossa solução entrega 200% a mais de adesão no programa de fidelidade (clientes se cadastrando) em comparação a softwares e aplicativos. De acordo com a nossa experiência, conseguir uma grande adesão de clientes no programa é o fator número 1 de métrica de sucesso para seu programa. Além disso, dados gerais de mercado apontam que falhas na implementação de softwares e aplicativos são superiores a 90% em todo o mundo, independente de setor. Aqui no FideliZii, temos orgulho de termos uma solução com taxa de sucesso na implementação e satisfação superior a 90%. Abaixo você pode conferir muitos motivos de fazerem com que a taxa de fracasso em outras soluções seja tão grande.

fidelizii-aparelho

A grande vantagem que o tablet traz é a simplicidade e praticidade adicionada a todo o processo, do cadastro ao acúmulo de pontos e prêmios. Tudo acontece enquanto o seu cliente está na loja, de forma rápida e interativa, sem um processo burocrático e chato. Uma pesquisa da Forrester sobre experiência do consumidor mostra que o principal motivo que leva a fidelização do cliente são as emoções positivas geradas quando o cliente está em contato com a marca. No varejo físico, isso geralmente ocorre enquanto o cliente está na loja, e com o tablet FideliZii, deixamos tudo interativo (o cliente vê a tela e interage com ela) e gameficado, criando pontos de emoção positiva com a marca, coisa que um software com interface mais fria, não consegue gerar.

Comparativo do FideliZii com Softwares

1 – O principal problema de um software é que o “processo de cadastro” efetivamente é um “cadastro” (aquele processo chato que todos odeiam fazer) no qual o atendente pergunta os dados aos clientes e o atendente faz a digitação. Pense se soletrar o email ou falar a data de nascimento para o atendente e quem mais  estiver na fila, pode ou não ser um processo constrangedor para muitas pessoas? Sabemos que todos odeiam fazer cadastros que diga-se de passagem, sempre acabam ficando para depois. Se o cadastro tiver de ser online pior ainda, pois dispende de bastante esforço em divulgação por parte do estabelecimento além de uma pró-atividade por parte do cliente.

2 – Muitas vezes, os softwares são complexos para o operador (atendente) que precisa de um treinamento mais aprofundado para o uso do software que costumam ter interfaces complexas, confusas e muitas funcionalidades, mas que nunca serão utilizadas. Por conta disso, e pelo alta rotatividade de funcionários comum ao varejo, apresentam maiores desafios para a implementação.

3 – Alguns softwares são vistos como perfeitos para os estabelecimentos com fluxo operacional intenso e com isso, além do cadastro, o processo de lançamento de pontos e resgate de prêmios precisam ser feitos pelo próprio cliente em uma plataforma online. O resultado disso é uma perda de oportunidades enorme e baixo engajamento dos clientes com o programa. Não se iluda: tudo que parece ser muito bom para o estabelecimento mas que depende da boa vontade para o cliente, acaba ficando sempre para depois.

4 – Certos softwares dependem de integração com seu frente de caixa e isso pode requerer um enorme esforço com o seu provedor de serviço incluindo tempo, reuniões, visitas técnicas e claro, tudo isso gera custos. O FideliZii permite a integração mas ela não é necessária para a implementação. A integração sempre parece ser uma ótima ideia, mas pense por exemplo nas maquininhas de cartão de débito e crédito: apesar da integração ser possível e gerar um ganho, geralmente fica restrita as grandes redes de supermercado e cadeias de varejo. O motivo é simples: dá trabalho e gera custos, se não todo mundo faria não é mesmo?

5 – Ainda falando de integração, quando ela é automática com o Frente de Caixa, muitas vezes o cliente e o próprio atendente acabam não se atentando quanto a existência do programa de fidelidade e não é raro o cliente nem saber que participa do programa de fidelidade ou não se lembrar.

6 – Caso não conte com uma sinalização visual na loja que faça o cliente se relembrar do programa de fidelidade e a equipe não seja muito bem treinada ou pró-ativa, o cliente acaba não se lembrando do programa em seu retorno. O processo simplesmente fica invisível e caso o atendente ou o cliente não se lembrem do programa, ele acaba passando batido e os resultados ficam comprometidos.

Comparativo do FideliZii com Aplicativos (apps): 

1 – A adesão exige alta pró-atividade do cliente. Ao saber do programa de fidelidade do estabelecimento, o cliente deverá acessar a loja de aplicativos de seu aparelho encontrar o aplicativo e o instalar, para isso depende de conexão com internet (não tão crítico nos dias de hoje), espaço na memória de seu aparelho e se familiarizar com a utilização. Se por algum motivo ele não se dispor a fazer isso no primeiro momento ele não inicia no programa.

2 – A marca carece de alto investimento em marketing para o aplicativo conseguir credibilidade e adesão. Um aplicativo pouco conhecido dificilmente consegue alavancar um grande número de downloads em um curto período de tempo, além disso, se a marca não é amplamente conhecida pode surgir uma barreira de confiança na instalação do aplicativo, mesmo o estabelecimento dando o seu aval (lembrando que é algo instalado no celular do cliente).

3 – Baixo nível de penetração. Um programa de fidelidade para ser efetivo deve abranger o máximo possível de clientes cadastrados, a literatura fala em números ideais como sendo 70% ou mais da base de clientes. É arriscado assumir que a maior parte dos clientes do estabelecimento terá: Smartphone (com sistema compatível), conexão com a internet, espaço em memória, interesse em realizar o procedimento e interesse em manter o aplicativo instalado.

4 – Alta exposição do cliente à concorrência. Pelo fato do aplicativo ser universal a todos os estabelecimentos e depender da criação de uma identidade de marca, eles funcionam como guias. Normalmente os aplicativos de fidelidade são guias georeferenciados que exibem a lista de estabelecimentos disponíveis por aproximação do cliente. Dessa forma o cliente que estava indo ao restaurante X é avisado que no restaurante Y existe um programa ligeiramente mais atrativo, ou mesmo exibe uma diversa gama de possibilidades que o cliente não conhecia. Isso é ótimo para o cliente, mas pode acabar sendo péssimo para o estabelecimento.

5 – Negativação por usuários por motivo de evasão de estabelecimentos. Os aplicativos assumem a prerrogativa de que são “guias” e que traz uma enorme gama de estabelecimentos, essa afirmação para eles é importante para ajudar a consolidar a credibilidade e atrair novos usuários que irão fazer o download, porém esse é também um ponto fraco, pois a saída de um estabelecimento parceiro é vista de forma muito negativa pelo usuário (que às vezes só instalou por conta de estabelecimento X) e o faz ter uma péssima experiência e muitas vezes propagar uma má reputação do aplicativo.

6 – Não bastasse a dificuldade de fazer o cliente baixar um aplicativo, é mais difícil ainda que ele o mantenha instalado. Faça apenas uma pequena reflexão: quantos aplicativos você já deve ter deletado de seu smartphone nos últimos tempos? Sendo assim, se o cliente desinstalar o aplicativo, foi se embora sua chance de fidelizá-lo, e convencê-lo a reinstalar o aplicativo, será uma dura batalha.

Ainda com dúvidas?

Sem dúvidas, existem estabelecimentos tendo sucesso com os modelos expostos, mas pelas barreiras expostas, temos convicção de que oferecemos o modelo com maior chance de sucesso para o varejo físico de pequeno e médio porte. Inclusive, se você fizer uma pesquisa fora do país e olhar para o mercado dos Estados Unidos em que a penetração da fidelização no varejo é muito mais consolidada, verá que os principais players do mercado se pautam em um modelo similar ao do FideliZii.

Por fim, deixamos um convite para ver um vídeo com depoimentos de clientes que já utilizam o FideliZii e estão tendo ótimos resultados.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Comentários

comentários

3 Comments. Leave new

[…] solução como o FideliZii oferece um programa completo de fidelização de clientes para o pequeno negócio. Ele substitui o tradicional cartão de papel e o carimbo por […]

Responder

[…] lá, hoje o FideliZii trabalha com um valor tabelado de R$ 159,00 de mensalidade para o plano starter. Se você for […]

Responder

[…] Leia também: Comparativo do FideliZii com softwares e aplicativos de fidelidade […]

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Simple Share Buttons