A crise causada pela pandemia do novo coronavírus (também conhecido como Covid-19) certamente trouxe inúmeras incertezas.

Com todos os impactos causados no mundo, os hábitos dos consumidores também mudaram naturalmente. Agora, eles estão mais cautelosos do que nunca quando se tratam de comprar produtos e serviços.

Além disso, como uma forma de evitar a disseminação do vírus, a maioria das pessoas têm evitado lojas físicas.

Se um determinado consumidor se interessar por uma tela de arame, é mais provável que ele analise e compare preços e fornecedores do produto pelos meios online, por exemplo.

Ou seja, as necessidades de consumos podem variar e se modificar durante após a pandemia.

Pensando nisso, nós elaboramos este post para falar exclusivamente das principais mudanças de hábitos dos consumidores que vão se pendurar por longos anos! Quer saber mais sobre tudo isso? Então continue nos acompanhando e descubra todos os detalhes do tema! Vamos lá?

1- Estão mais criteriosos com seus lares

Durante o famoso período de quarentena, a maioria das pessoas se manteve em isolamento social em suas residências. Como resultado, elas precisaram adaptar os seus lares para a rotina do trabalho e estudo em casa.

Até mesmo para quem trabalha em fábricas de comissionamento de equipamentos, mas faz parte do grupo, a casa ou o apartamento se tornaram os locais onde o consumidor mais passa tempo.

Por isso, o público buscou reproduzir experiências externas dentro de suas casas com lives musicais, plataformas de trabalho digitais, programas de exercícios, além de, é claro, a mudança extrema no visual e decoração de seus lares, como a inclusão de ítens de decoração como cimento queimado branco, entre outras tendências.

No pós pandemia, a tendência é que as pessoas continuem mais criteriosas com os seus lares como uma forma de prevenção e costume.

2- Compartilhamento social

A crise provocada pelo coronavírus também foi o gatilho para levar as pessoas a falarem sobre as suas vulnerabilidades e compartilharem as dificuldades do momento.

Basta observamos nas redes sociais, e vamos reparar que temas e abordagens como saúde mental e inteligência emocional estão mais comuns e compartilhados por mais pessoas.

Essa pode ser uma grande oportunidade para as marcas desenvolverem conteúdos e ações que impactam positivamente na saúde das pessoas, ajudando a aliviar os pontos críticos.

3- Valorização do essencial

No mundo pós pandemia, diversos especialistas afirmam que o volume de compras irá aumentar.

No entanto, isso não significa que nos primeiros anos do pós pandemia as pessoas não repensem o que realmente é essencial.

Dados da china apontam que os produtos essenciais ainda estão seguindo como prioridade pelos consumidores locais.

Essa também é a hora das marcas pensarem em maneiras para se manterem relevantes para os consumidores, investindo em soluções mais econômicas ou rentáveis.

Agora que você já sabe quais foram as principais mudanças de hábitos dos consumidores pós pandemia, o que acha de desenvolver estratégias para se destacar diante desse público? Gostou do post? Conta pra gente!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

 

Comentários

comentários