Pesquisar

Começar o ano dando um up nos negócios

Publicado em 22/12/2015

Diante da crise econômica no país, muitos empreendedores acreditam que o momento seja de espera de uma melhoria da situação do mercado e de encurtamento das rédeas de seus empreendimentos. O crescimento empresarial e a realização de novos investimentos não envolve, porém, se arriscar em projetos incertos ou necessariamente grandes quantidades de dinheiro, podendo ser alcançado através de medidas que otimizem recursos e reduzam custos, e da tomada de decisões assertivas, priorizando os projetos certos. Confira algumas medidas para dar um up nos negócios em 2016, e enfrentar a crise econômica fazendo sua empresa crescer:

chovendodinheiro

Planejamento estratégico

O planejamento estratégico é uma ferramenta fundamental para nortear o crescimento de uma empresa, qualquer que seja seu porte ou seu ramo de atuação. É importante, assim, que o empreendedor defina metas e objetivos a serem atingidos neste novo ano, bem como planos de ação para atingi-los e mecanismos de controle sobre os resultados destas ações. Com a situação econômica atual, é importante que estas metas sejam atingíveis, e levem em consideração fatores externos à empresa.

Gestão de projetos

A partir da definição de objetivos claros para o seu negócio, é possível gerir seu portfólio de serviços e produtos de forma a desenvolver e investir naqueles que contribuam para a maximização dos resultados do seu empreendimento. Assim, é importante que a empresa desenvolva uma estratégia de gerenciamento de projetos que priorize aqueles que impactem de forma mais significativa nos negócios, e tragam maiores retornos.

Identificação de oportunidade

Manter-se atualizado e pesquisar constantemente sobre seu mercado de atuação é fundamental para que o empreendedor seja capaz de identificar oportunidades que possam ser aproveitadas na empresa. Diante da grande quantidade de informações disponíveis, cabe a este decodificá-las, de forma a identificar oportunidades de ampliação de sua área de atuação e de crescimento para a empresa. Não é fácil investir em inovação em tempos de crise, mas uma empresa capaz de identificar oportunidades e oferecer soluções adequadas aos seus clientes tem muito mais chances de sobreviver e crescer do que aquelas que não investem nestes fatores.

Redução de gastos

Com o início do ano, é interessante também planejar as ações empresariais de forma a reduzir os gastos e aumentar sua produtividade. Para tal, pode-se começar com a eliminação de desperdícios nas despesas fixas como internet e telefone, fornecedores, prestadores de serviços, e material de escritório. Além disso, como já colocado, a redução dos gastos e o aumento da lucratividade deve estar relacionamento ao direcionamento do foco empresarial para os produtos e serviços que geram mais lucros, reduzindo os custos com aqueles que não contribuem efetivamente para o crescimento do empreendimento.

 

Relacionamento com o cliente

O relacionamento com o cliente é cada vez mais notável e essencial como diferencial competitivo para empresas dos mais diversos setores. Assim, investir nesta relação pode ser uma das maneiras para dar um up nos negócios em 2016. Procure, portanto, investir em formas de atração de uma nova clientela, focando em ações de marketing, e nas necessidades do seu público alvo, bem como na fidelização de clientes antigos.

Os benefícios da implantação de um programa de fidelidade são inúmeros: este contribui não somente estimular a clientela a realizar novos negócios, mas também para a divulgação do produto ou serviço oferecido pelo seu empreendimento. O FideliZi oferece uma solução completa e inovadora para programas de fidelidade, substituindo os tradicionais cartões fidelidade de forma moderna e interativa, e contribuindo para um melhor relacionamento com clientes. Conheça mais sobre a FideliZi e não deixe de entrar em contato para uma consultoria!

E você, como pretende impulsionar seu negócio em 2016? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

programa-de-fidelidade-para-pequenas-empresas

Comentários

comentários