Qual é o cliente que não gosta de receber um mimo das empresas onde realizam suas compras?Pequenos cuidados em cada atendimento, aliados a ações de marketing de relacionamento, são extremamente funcionais para conquistar os consumidores e fazê-los voltar mais vezes, além de serem ótimas oportunidades de se divulgar um negócio. Pensando na fidelidade dos clientes, muitas organizações desenvolvem programas para beneficiar a lealdade deles com prêmios. Mas o que realmente importa em uma estratégia como essa? O valor da recompensa oferecida ou o bom relacionamento estabelecido com a ação? Acompanhe o post e fique por dentro!

Untitled design (1)

A importância do marketing de relacionamento em programas de fidelidade

O cliente é a razão de ser de uma empresa. Sem ele, a missão estabelecida não pode ser cumprida. E não basta conquistá-lo apenas uma vez para tê-lo fiel; é preciso desenvolver constantemente ações inovadoras para manter perene a lembrança e o desejo dele pela sua marca. E a melhor maneira de realizar esta ação, é gerando boas relações.

O marketing de relacionamento existe justamente para criar esse laço com o consumidor. Seu foco, segundo o site que leva o mesmo nome, é estabelecer a longevidade das relações comerciais e ampliar a percepção de uma marca ou de um produto, para que ela possa ir além daquilo que é proposto em sua utilização. E para conseguir tais resultados, as empresas têm investido na criação de programas de fidelidade de clientes.

Essa proposta tem sido bastante funcional quando o oferecimento de prêmios está aliado a uma política de atendimento satisfatório, pois é a junção destes dois elementos que irá gerar no consumidor o desejo de retornar ao seu empreendimento sempre que ele precisar ou desejar. E o que é mais importante neste caso? O valor do prêmio oferecido ou a boa relação estabelecida? É claro que é o que relacionamento! Ainda não está convencido? Então, prossiga!

 

Prêmios ou relacionamento: o que importa mais?

Quando uma organização se propõe a desenvolver um programa de fidelidade de clientes, ela não tem por simples objetivo oferecer prêmios para que eles a vejam de maneira positiva. Ou pelo menos, este não deveria ser o primeiro propósito. O que deve ser realmente almejado quando se executa ações como estas, é o oferecimento de um benefício extra que não vai suprir a qualidade do atendimento, da prestação de um serviço ou da aquisição de um produto, mas irá complementá-lo para que a percepção expanda e, assim, ele esteja mais receptivo a voltar a fazer negócio com sua empresa.

Neste caso, então, o valor do prêmio oferecido não é o que realmente importa, mas sim a experiência da compra e da troca de pontos do programa de fidelidade. É claro que sua organização não pode ter prejuízos com premiações que estejam muito além das verbas de marketing. Mas é necessário fazer um levantamento sobre o que os clientes gostariam de receber, para que eles também se sintam estimulados a participar da atividade. Porque caso contrário, o interesse na ação pode não ser grande, o que a tornará inviável. Portanto, equilibre o gosto do consumidor com a possibilidade de satisfazê-lo, para que ambos os envolvidos criem uma relação harmônica e ganhos bilaterais.

 

Gostou de saber mais sobre relacionamento x prêmio: por que o relacionamento importa? Que tal compartilhar o conteúdo nas redes sociais? Para dividir este conhecimento com outras pessoas, clique nos ícones abaixo!

programa-de-fidelidade-para-pequenas-empresas

Comentários

comentários